Facebook Blog - Fiquemforma

Treino com Kettlebell

 

Rapariga, Calções, Top, Fitness, abdominaisKettlebell, trabalho completo apenas com um instrumento de treino.
O kettlebell é um dos instrumentos de treino mais completos que podemos utilizar na nossa rotina de treino. Este apresenta uma grande diversidade de movimentos que vão permitir desenvolver várias capacidades físicas, tais como, a força e a resistência (trabalho cardiovascular).
Uma das grandes vantagens na utilização do Kettlebell é a dinâmica entre exercícios que podemos inserir no treino. O facto de se passar facilmente de um movimento/exercício para outro, torna o treino muito mais dinâmico e ao mesmo tempo motivador. Este aspecto vai também ter repercussão no trabalho cardiovascular.
A componente cardiovascular é facilmente trabalhada com o Kettlebell, não só pela dinâmica referida anteriormente, mas também pelo facto de se puderem utilizar exercícios gerais com a participação de vários grupos musculares. Por si só o kettlebell exige um constante trabalho postural e, ao acrescentar estes exercícios mais gerais aumentamos ainda mais a exigência cardiovascular.
A escolha dos exercícios que executamos com o Kettlebell pode-nos permitir aumentar a intensidade de forma a pudermos fazer circuitos de treino bastante intensos e com uma duração mais reduzida, para aqueles que não conseguem dedicar muito do seu tempo à actividade física.
O kettlebell pode também ajudar a trabalhar a componente cardiovascular no caso de lesões em que haja impedimento na realização de marcha, corrida ou saltos.
Contudo e à semelhança dos outros instrumentos de treino, é necessária a realização correta dos exercícios a fim de se evitarem lesões, o que pressupõe um acompanhamento por parte de um profissional da área.
Se estiver numa fase inicial de aprendizagem do treino com Kettlebell, aconselhamos pesos até 8kg para as mulheres e até 12kg para os homens.
Em termos de volume de treino, e devido à grande intensidade que podemos colocar neste tipo de treino, recomendamos a realização de circuitos até 3/4 exercícios, fazendo 3 a 5 séries por circuito.
Fonte: Fiquemforma (Professor David Inácio)