Facebook Blog - Fiquemforma

Quanto bate o coração em Repouso?

Frequência Cardíaca, medição da pressão arterial, medição do batimento cardíaco, adaptações ao treino

Um sedentário poderá ter em repouso 80 batimentos cardíacos e uma pessoa bem preparada fisicamente poderá ter 55 BPM, ou até menos. Neste exemplo genérico temos uma diferença de 25 batimentos cardíacos. Naturalmente que um coração que precisa de bater 80 vezes por minuto terá muito menos capacidade que um coração que precisa de bater 55 vezes para bombear o sangue necessário ao funcionamento do organismo. Tendo em conta este exemplo, é compreensível que para tornar o coração e todo o aparelho cardiovascular mais eficiente é necessário um trabalho físico e mental importante. As vantagens são enormes e vale sempre a pena principalmente em termos de saúde. Naturalmente que estas transformações vão inevitavelmente manifestar-se também em termos de composição corporal.
Ter consciência do processo responsabiliza o individuo e na Fiquemforma valorizamos muito o trabalho mental, que numa fase inicial é determinante e o papel do Personal Trainer é absolutamente decisivo nesse sentido.
Alguma vez mediu a sua Frequência Cardíaca durante um treino?
Muitas das pessoas que não conseguem atingir resultados porque não treinam a uma intensidade suficiente para que isso possa acontecer.
Treine com um monitor de Frequência Cardíaca e perceba se a intensidade a que treina pode ser considerada intensidade de treino.
A Frequência Cardíaca Teórica Máxima para pessoas sedentárias será 220 BPM-Idade.
Para atingir resultados é necessário intensidade e para que um treino seja minimamente intenso é necessário que a Frequência Cardíaca esteja acima dos 65% da sua capacidade física máxima.
Naturalmente que se quer passar de uma situação de sedentário para praticante regular deve ir aumentando a intensidade progressivamente, de modo a que o organismo possa assimilar o treino e adaptar-se aos novos estímulos. Aconselhamos sempre, nestes casos uma ida ao médico para saber se está tudo bem para iniciar um programa de exercício físico que lhe permita alterar a composição corporal, de facto.
Nós insistimos sempre muito nesta questão porque quem quer alterar os seus hábitos precisa de fazer um trabalho mental em simultâneo com o processo de treino para compreender que há uma fase que vai ser difícil e que sem passar a primeira grande barreira de dificuldade os resultados não aprecem.
No treino não há magia nem milagres, há realidade, consciência e vontade.

Fonte: Fiquemforma

Consulte os nossos programas.